GD Virtual - Sites e Sistemas Inteligentes
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicidade

Votuporanga retirou 38 crianças do trabalho infantil

Dia Mundial de combate à exploração do trabalho de crianças é lembrado neste domingo

Publicado em: 11 de junho de 2016 às 10:40

Votuporanga retirou 38 crianças do trabalho infantil
Neste domingo (12/6), é comemorado o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil. Votuporanga tem feito sua parte com o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI, que desde 2002 já retirou 38 crianças e adolescentes desta condição.

O programa tem como objetivo afastar crianças e adolescentes do trabalho considerado penoso, perigoso, insalubre ou degradante, ou seja, que coloca em risco sua saúde, segurança e seu desenvolvimento mental e psíquico. A iniciativa do Governo Federal foi implantada em 2002, entretanto o projeto foi municipalizado em 2010. “Com a mudança no sistema, aumentou a demanda. Acredito que foi graças ao acompanhamento mais próximo junto aos atendidos. Neste ano, estamos assistindo 38 casos”, disse a secretária de Assistência Social, Marli Pignatari.

Os atendimentos são realizados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), localizado na Rua Leonardo Commar, 1.636, na esquina com a Rua João Eugênio Barbosa, no Jardim Santa Iracema. “O trabalho é feito com atendimento individual e familiar, orientação, encaminhamento para a rede do município e, principalmente, para o programa de menor aprendiz”, explicou.

Marli ressaltou que o PETI é importante para efetiva conquista dos direitos, “desafiando e mobilizando toda a sociedade a assumir uma visão das crianças e dos adolescentes como sujeitos de direitos, com capacidade de exercerem sua cidadania”.

Evento na Praça Cívica



Para marcar a data comemorativa e reforçar a importância do programa para população, a Secretaria de Assistência Social de Votuporanga fará mobilização neste sábado (11/6), a partir das 10h, na Praça Cívica.A equipe do CREAS dará orientações para a comunidade, além de recreações infantis como dinâmicas, pintura de rosto e escultura de bexigas. “O objetivo é alertar a população e promover esclarecimentos no que compete o enfrentamento e o combate ao trabalho infantil, propiciando a retirada das crianças e adolescentes do trabalho perigoso, penoso, insalubre e degradante, impedindo a violação e garantindo seus direitos e o seu bom desenvolvimento físico e psíquico”, complementou Marli.



Publicidade