GD Virtual - Sites e Sistemas Inteligentes
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicidade

Encontro lota Centro de Eventos em Votuporanga

Mais de 400 profissionais de todo o Estado de São Paulo participam da ação, que tem como objetivo fortalecer ainda mais a rede de atendimento

Publicado em: 23 de setembro de 2016 às 18:38

Encontro lota Centro de Eventos em Votuporanga
O auditório do Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo” ficou lotado para o II Seminário Municipal de Proteção Social Especial: crianças, adolescentes e famílias, promovido pela Secretaria de Assistência Social de Votuporanga, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

Mais de 400 profissionais de todo o Estado de São Paulo participam da ação, que tem como objetivo fortalecer ainda mais a rede de atendimento, aprimorando a atuação por meio de técnicas e metodologias utilizadas nos serviços de proteção social especial.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e coordenadora de proteção social especial, Iara da Costa Rufato, enfatizou que a participação dos municípios da região colabora com a rede. “Muitos casos excedem os limites das cidades e precisamos trabalhar em rede. Essa troca de informações é fundamental”.

O vice-prefeito Waldecy Bortoloti ressaltou que o evento é importante. “O governo Junior Marão se preocupa com crianças e adolescentes, que são a base da cidade e do povo. Essa capacitação irá nos preparar ainda mais para os atendimentos prestados”.

Já a secretária de Assistência Social, Marli Pignatari, disse que os temas do seminário são atuais e quebram paradigmas. “Assuntos como exploração sexual e trabalho infantil que estão cada vez mais próximos de nós e de nossa demanda. Temos que estar prontos para acolher este tipo de atendimento e trouxemos profissionais para nos auxiliar na capacitação”.

O presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Joaquim Filho, destacou que os órgãos devem ser cada vez mais atuantes. “Temos que entender a missão do conselheiro. Ele reflete e autoriza os serviços de Assistência Social. Mais do que um trabalho burocrático, ele contribui com o sistema”.

Publicidade