GD Virtual - Sites e Sistemas Inteligentes
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicidade

Festival Internacional de Capoeira é atração em Votuporanga

Evento neste sábado na Praça Central com presença de grandes mestres do esporte

Publicado em: 06 de agosto de 2016 às 12:32

Festival Internacional de Capoeira é atração em Votuporanga
O 3º Festival Internacional de Capoeira tem a presença ilustre de dois grandes mestres: Geni e Canseira. Os dois percussores do esporte abrilhantam o evento que será neste sábado (6/8), com todo conhecimento e dedicação à modalidade.

Geni começou na capoeira quando tinha oito anos. Ao todo, são quase 70 anos de idade e 62 no esporte. Em seu currículo, apresentações em mais de 20 países como França, Suíça, Portugal, Espanha, Singapura e Austrália.

No decorrer dos anos e representado nas tatuagens no seu corpo, ele acompanhou todo o avanço. “A capoeira vem do povo e passou por mudanças, mas sem perder os fundamentos. Antes, não haviam mulheres na capoeira devido ao machismo latino-americano e porque elas não usavam calça. A saia já era uma barreira. Com a revolução feminista, tudo mudou”, contou.

Geni recordou o tempo em que a capoeira era proibida. “O então presidente Getúlio Vargas retirou o esporte do Código Penal. Na história, o mestre era perseguido, então o apelido foi uma maneira de proteger o capoeirista”, disse.

A modalidade está em 190 países e reconhecida como patrimônio da humanidade. “A capoeira é tão ampla, tem musicalidade, ritmo, brincadeira, partes física e mental”, complementou.

Fundador do grupo Alvorada em 1982, mestre Canseira foi o responsável por levar o esporte para portador de deficiência múltipla em 1987. “Em uma roda de capoeira, tem deficientes físicos, audiovisuais, portadores de síndrome de Down. É a alegria que a capoeira faz com que se sintam inseridos na sociedade”, disse.

O grupo está em Goiás, Bahia, Piauí, Pernambuco, Paraná e países como Equador, Peru, Alemanha e Holanda.

O Festival

O Festival acontece neste sábado (6/8). As atividades têm início pela manhã, às 10h, com roda de apresentação na Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida (Matriz).

À tarde, a partir das 14h, o evento segue com exibição de puxada de rede e maculelê no Complexo Esportivo Mário Covas. Haverá também troca de cordas das crianças da escolinha da Secretaria do Esporte e Lazer de Votuporanga.

Três mestres com mais de 30 anos de capoeira serão formados. Mais de 400 pessoas devem participar do evento, de Estados como Bahia, Minas Gerais e países como Equador e Peru.

A realização é da Secretaria de Esporte e Lazer, com apoio da Unifev e Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra, com apoio do grupo de capoeira Alvorada.

Publicidade