GD Virtual - Sites e Sistemas Inteligentes
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicidade

Mulher que matou filho em Valentim Gentil é julgada

Criança de 5 anos morreu após ser agredida. Júri em Votuporanga

Publicado em: 06 de março de 2020 às 08:38

Mulher que matou filho em Valentim Gentil é julgada
O juiz de Direito da 1ª Vara Criminal do Fórum da Comarca de Votuporanga, Jorge Canil, preside hoje (6) o julgamento de Stefhany Cristina Oliveira Lima, no Tribunal do Júri. O conselho de sentença irá avaliar a culpa e autoria da ré acusada de mata seu filho, na época de cinco anos.Segundo o Ministério Público, a acusada agindo por motivo fútil, com meio cruel e empregando recurso que dificultou a defesa da vítima, desferiu golpes em seu filho Diogo provocando-lhe a morte, conforme o exame necroscópico.
O crime ocorreu no dia 16 de dezembro de 2018. A ré permanece presa desde o dia 17 de dezembro do ano retrasado, data em que se cumpriu mandado de prisão temporária, após convertida em preventiva.

Jurados
Os 25 jurados foram sorteados no dia 13 de fevereiro pelo juiz de Direito da 1ª Comarca de Votuporanga, Jorge Canil. Os sorteados deverão comparecer no Fórum para participarem de um novo sorteio para sortear os componentes do Conselho de Sentença. Confira os jurados abaixo.

Relembro o caso
O crime ocorreu no dia 16 de dezembro de 2018. Segundo informações, foi registrado um boletim de ocorrência de que a criança teria caído acidentalmente de sua bicicleta, sendo encaminhada para a Santa Casa de Votuporanga. Devido ao estado de saúde, o garoto foi encaminhado para o Hospital de Base de Rio Preto.
Ainda segundo as informações, a mãe teria confessado, posteriormente, que teria batido a cabeça da criança. Dessa forma, o HB de Rio Preto acionou a Polícia Militar daquela cidade para registrar a ocorrência. Uma testemunha ainda teria relatado que ouviu barulho de alguém batendo na parede da residência.
Em depoimento, Stefhany teria confessado que ingeriu bebida alcoólica e estava embriagada. Ela disse que Diogo chutou o cachorro, porque o animal estava correndo e ela ficou irritada. Depois, ela teria pego a criança e arremessado na parede várias vezes.
No Hospital de Base de Rio Preto, foi confirmado a morte cerebral da criança que estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).










(A Cidade)

Publicidade