GD Virtual - Sites e Sistemas Inteligentes
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicidade

GAROTO TEM MORTE CEREBRAL EM JALES E FAMÍLIA DOA ÓRGÃOS

Pai e avó do menino de 12 anos também morreram no acidente no dia 1º

Publicado em: 10 de janeiro de 2019 às 19:31

O adolescente de 12 anos Pedro Henrique Pondian, vítima de um acidente de carro na Rodovia Jarbas de Moraes (SP-561), teve a morte cerebral confirmada na tarde de ontem. O menino estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Jales (SP) havia nove dias. O acidente também causou a morte do pai e da avó do garoto, no dia 1° de janeiro.
Segundo informações do hospital, a família autorizou a captação e doação de órgãos de Pedro Henrique. Equipes do Instituto do Coração (INCOR) de São Paulo e de São José do Rio Preto (SP) fizeram o procedimento nesta quarta.
Foram captados os pulmões, fígado, rins e córneas. Segundo a Santa Casa, uma equipe da Força Aérea Brasileira (FAB) transportou os pulmões ao INCOR da capital paulista e o fígado ao IMC também de São Paulo. Já os rins e córneas foram levados ao Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP).
De acordo com informações obtidas pelo G1, Pedro Henrique será velado em Jales e depois o corpo será levado para Jundiaí, onde ele morava com a família.
Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte a morte do adolescente e ressaltou o ato de solidariedade da família em autorizar a doação dos órgãos.
O acidente
Pedro era passageiro de um veículo que se envolveu em um acidente entre Jales e Santa Albertina (SP).
Segundo informações da Polícia Rodoviária, o policial militar de Jundiaí (SP) e pai de Pedro, Edson Pondian, de 47 anos, e a mãe do oficial, Lídia Pondian, de 76 anos, morreram no local.
O PM dirigia no sentido Santa Albertina quando outro veículo, dirigido por Deijango Coelho, de 48 anos, invadiu a pista contrária e os carros bateram de frente, ainda segundo a Polícia Rodoviária. O motorista que provocou o acidente sofreu ferimentos graves.
Os outros dois filhos do policial militar, que também estavam no carro, João Vitor Pondian e Daisy Fernanda Pondian, já tiveram alta.


(Com informações de Natália de Oliveira/G1/TVTEM)

Publicidade