GD Virtual - Sites e Sistemas Inteligentes
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicidade

Febre amarela coloca saúde em alerta e começa vacinação em Votuporanga

A vacina contra a doença é gratuita e está disponível nos postos. Caso da doença detectado na região

Publicado em: 26 de outubro de 2016 às 17:58

Febre amarela coloca saúde em alerta e começa vacinação em Votuporanga
Com o retorno da circulação do vírus da febre amarela na região noroeste de São Paulo, a Secretaria Municipal de Saúde reforça o alerta de que a população precisa estar imunizada. A vacina contra a doença é gratuita e está disponível em todos os Consultórios Municipais.

De acordo com o informe técnico expedido aos municípios pela Secretaria de Estado da Saúde, a região de São José do Rio Preto é considerada de risco para a transmissão da febre amarela, já que houve registro de um caso humano da doença, na cidade de Bady Bassitt e a morte de um macaco da espécie bugio, em São José do Rio Preto. Em Votuporanga, um caso humano foi notificado como suspeito da doença, mas foi descartado após o resultado do exame sorológico. A enfermeira responsável pelo Setor de Imunização, Danieli Fortilli, pede para que as pessoas procurem as unidades de saúde munidas da carteira de vacinação para que um profissional de saúde avalie a necessidade da atualização. “Há alguns anos a vacina contra a febre amarela para os adultos tinha validade de 10 anos e a imunização ocorria com apenas uma dose. Atualmente, são aplicadas duas doses, sem a necessidade do reforço a cada 10 anos. Esta vacina faz parte do calendário de rotina e são disponibilizadas para os bebês por meio de três doses – aos seis meses de vida, nove meses, e aos quatro anos, a última dose”.

Os principais sintomas são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (pele e olhos amarelados) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e bexiga).

O Setor de Controle de Endemias e Zoonoses (Secez) já toma as providências necessárias, como monitoramento, visitas de rotina, orientação, pulverização, mutirão a cada 15 dias, bem como o bloqueio de criadouros do mosquito Aedes aegypti, que além de transmitir a dengue, o zika e a febre do chikungunya, transmite ainda a febre amarela.

As unidades de saúde permanecem em funcionamento de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Cuidado

Caso o morador encontre algum macaco aparentemente adoentado, morto ou já em estado de decomposição, não manter qualquer tipo de contato com o animal, e ligar imediatamente para a Vigilância Ambiental – 0800 770 9786.

Transmissão e Prevenção

A febre amarela ocorre nas Américas do Sul e Central, além de em alguns países da África e é transmitida por mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. No ciclo silvestre, em áreas florestais, o vetor da febre amarela é principalmente o mosquito Haemagogus. Já no meio urbano, a transmissão se dá através do mosquito Aedes aegypti.

Além da vacina contra a febre amarela, a prevenção da doença deve ser feita evitando a disseminação do mosquito transmissor. Recipientes como caixas dágua, latas e pneus com água parada são ideais para que a fêmea do mosquito deposite seus ovos, de onde nascerão larvas e se tornarão mosquitos.Portanto, deve-se evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados. Outras medidas de prevenção são o uso de repelente de insetos e mosquiteiros.

Publicidade