GD Virtual - Sites e Sistemas Inteligentes
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicidade

PSICOLOGIA DA SANTA CASA EM SIMPÓSIO

Incentivo ao Parto Normal foi realizado no Hospital da Criança e Maternidade

Publicado em: 20 de setembro de 2019 às 13:02

PSICOLOGIA DA SANTA CASA EM SIMPÓSIO
Buscando melhorar ainda mais os serviços, a Santa Casa de Votuporanga participa constantemente de congressos para a atualização de conhecimento. A psicóloga do Hospital, Lucilene Luiz da Silva Andrade, esteve em dois eventos neste mês.

O I Simpósio de Incentivo ao Parto Normal foi realizado no Hospital da Criança e Maternidade – HCM no último dia 12, ressaltando a humanização deste procedimento. Dados do Sistema Único de Saúde (SUS) mostram que há quatro vezes mais riscos de se contrair uma infecção pós-parto em uma cesariana que em um parto normal. A mortalidade materna também aumenta muito nos casos cirúrgicos, sendo três vezes maior do que no nascimento vaginal.

Atualmente, o Brasil é um dos países com maiores proporções de partos cesarianos no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A taxa, no país, é 30% no SUS, o dobro da recomendada pela Organização, que é de 15%, em média. Já no sistema privado é cinco vezes maior do que o preconizado; praticamente 50% dos nascimentos são cesárias, enquanto a Organização dita que o ideal é cerca de 10%. “Foi de extrema importância participar desta capacitação para ampliar o olhar sob a gestante e puérpera diante dos desafios desta fase e, assim, prestar um atendimento cada vez mais empático, ético e profissional”, disse Lucilene.

No dia seguinte, a profissional esteve na VII Jornada de Psicologia da Saúde: Desafios nas Práticas Psicológicas, promovida na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - FAMERP. A abertura do evento teve a presença de diretorias da Funfarme, Hospital de Base (HB) e da Faculdade. O diretor executivo da Fundação, Dr. Jorge Fares, ressaltou que os psicólogos que atuam em um hospital são tão fundamentais quanto o médico. “Claro, somos nós que prescrevemos e entendemos a doença. Porém, são os psicólogos que têm contato mais direto e que podem realmente ajudar a mudar a perspectiva do paciente”, elogiou Fares.

Após a cerimônia de abertura, o primeiro palestrante, o psicólogo professor da Famerp, Randolfo dos Santos, falou do panorama da Psicologia no Brasil e dos desafios da profissão para os próximos anos. Foram discutidos outros assuntos como a violência contra a mulher, ansiedade, a técnica de Atenção Plena e a atuação da psicologia na educação, no sistema jurídico e organizacional. “Pude aprimorar o conhecimento no campo da psicologia, para atuar nos casos de cotidiano, com foco na excelência dos serviços”, complementou.

Publicidade